Autora




Olá, meu nome é Graziella, mas meus familiares me chamam de Duda (eu sei, não tem nada a ver, mas a história é longa), o que eu acho muito mais fofo do que "Graziella", porque parece a minha mãe me chamando quando ela fica brava.

Bem, já estou nos trinta e poucos (bem poucos, que fique claro!) e, apesar da idade, sinto minha alma e minhas aspirações jovens ainda. Sou formada em comunicação, e, gosto tanto do meu trabalho que não parei de estudar desde a graduação. Me tornei Mestre e, ainda que isso pareça algo muito de gente grande, continuo sendo a mesma pessoa de sempre.

A ideia deste site começou com um grande susto. Certa vez percebi que tinha passado dos limites e adquirido, ao longo dos anos, um total de 45 bolsas. Sim, você leu certo, amiga: quarenta e cinco bolsas! Me assustei quando contei, já que não tinha noção do tamanho do meu descontrole e acumulação. As coisas começaram a mudar nesta época, em meados de 2007.

Já em 2011 me mudei da casa da minha mãe e ali notei que as coisas que eu tinha eram excessivas. Era fora do normal! Fiquei realmente assustada com a quantidade de roupas, sapatos, bolsas, cds, livros e objetos em geral que só serviam para ocupar espaço e acumular poeira. Muitos, muito mesmo, eu nem lembrava que existia.

Senti a necessidade, logo na mudança, de diminuir a quantidade de coisas e fui, aos poucos, percebendo que não precisava de tudo aquilo para viver. O minimalismo veio instintivamente para minha vida, mas passei a estudá-lo depois de perceber o quanto me fazia bem!

Desde então, tenho tentado praticar a filosofia  minimalista, mas ainda é só o começo.
O caminho é longo e nele dou um passo de cada vez!

Este espaço é um diário de aprendizado e um local para que as informações fluam de forma frugal e contínua. Divida comigo suas experiências e vamos juntos caminhar para a exclusão dos excessos!

Vamos conversar?
Que tal me contar um pouco sobre sua experiência? Me escreva!
minimalismobr@gmail.com

Obrigada por sua visita!


Postagens mais visitadas deste blog

Mude alguns hábitos para ser minimalista

Um desabafo sobre os excessos

A história do Minimalismo